Saiba mais sobre a norma NR-35, que regulamenta os trabalhos em altura.

Infelizmente, a queda de trabalhadores em atividades realizadas em locais altos é uma das causas de acidentes graves ou até mesmo fatais na construção civil.

norma-nr35-vidros

Isso inclui trabalhadores do ramo vidreiro, que, muitas vezes, precisam instalar vidros em prédios, telhados, coberturas, varandas e sacadas, entre outros. E os acidentes acontecem porque as devidas precauções para esse tipo de serviço não são tomadas.

Por isso, o Ministério do Trabalho, em 2012, publicou a Norma Reguladora Nº 35 – Trabalho em altura (NR-35), que estabelece os requisitos mínimos de proteção para o trabalho em altura, desde o planejamento até a execução.

De acordo com a lei, qualquer atividade executada acima de 2m do nível inferior, onde haja risco de queda, é considerada trabalho em altura. E vale lembrar que:

– A altura não deve ser medida em relação ao solo, mas sim, à superfície de referência, como uma varanda que fica abaixo do local onde o serviço é feito, por exemplo;

– A NR-35 não considera diferenças entre o tipo de trabalho realizado. Pode ser a instalação de um vidro ou a limpeza da fachada de um prédio, os mesmos cuidados devem ser tomados.

Segundo a ABRAVIDRO, é importante que tanto os trabalhadores quanto os empregadores da indústria vidreira conheçam a norma e saibam quais são as suas responsabilidades. Assim, é possível evitar riscos e garantir a saúde e segurança de todos.
Leia a NR-35 na íntegra: Clique aqui

Compartilhe:

Comentários